quinta-feira, 25 de junho de 2015

Ela quer chegar em casa, em seu pequeno e bagunçado apartamento e cair na cama com você e com algumas caixas vazias de comida chinesa. Cotidiano e nada espetacular. Ela quer transar docemente. Rindo. Rindo muito. Ela nunca quis rir durante o sexo antes. Sempre preferiu algo mais forte e violento. Mas agora, agora ela quer transar sobre lençóis brancos, com movimentos suaves, ouvindo musica, devagar e constante. Ela quer você com sua camisa branca básica e suas cuecas boxer antigas. Ela quer ficar pelada com você e não odiar o próprio corpo. Quer chegar em casa meio bêbada e tomar um banho com você. Ela quer ser ela mesma e quer que você a beije na testa e diga que ela é a sua favorita, e que sua vida nunca foi tão feliz e incrível como é com ela. Ela quer deslizar no seu corpo, parar no seu colo, ouvir suas histórias, suspirar, sorrir. E te ver, sorrindo de volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário