sexta-feira, 18 de novembro de 2016

negar a si mesmo

esse doce que precisa de água
essa guitarra que precisa de silêncio
esse coração que precisa de tempo
essa guerra que precisa de flores
esse quadro que precisa de sentido
essa vida que precisa de destino
esse ponto que precisa de imensidão
essa minha terrível contradição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário