quarta-feira, 19 de abril de 2017

Eu queria te tocar agora. Da mesma forma que se toca uma música, acompanhando o ritmo com notas que se seguiriam compativelmente numa contínua melodia. Crescente, sempre crescente, até que se acalma para um fim tranquilo, de pernas e pés entrelaçados... E assim, você e a gente... ficou tudo preso na minha cabeça igual a um bom refrão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário