quinta-feira, 31 de outubro de 2013

[ ]

Foi como um salto que eu não dei, e já era a hora de pular. Então voltou a sensação de que não pertenço a lugar nenhum, de que os dias que vivo ainda não são os meus, fazendo de mim apenas um ponto de intermédio. Não é sobre mim que se passa a minha história, é sobre a espera. É sobre eu estar dentro de uma pausa na minha própria vida, e não me lembrar onde coloquei meu controle remoto. E desse cenário que eu me encontrei, ainda nem um fim eu consegui montar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário