terça-feira, 5 de agosto de 2008

transposto.

Talvez você tenha uma idéia relativa do quanto você é importante para mim. A culpa da frase ter o relativa, talvez seja minha. Talvez, a frase não precise dela. Talvez a minha cabeça que se confunde com o modo certo ou errado de enxergar as coisas, e com o modo que as coisas são, relativamente, sendo. E o que é? É a confusão que todo sentimento provoca nas nossas idéias. Lembrando e relembrando sorrisos, palavras, toques, nucas e cílios. Mas com confusão, ou sem ela, é você que bate e rebate nos meus pensamentos por todo tempo. E eu sei que você sabe,
eu te amo.

Um comentário:

  1. Atualize seu topo!!!
    Seja menos romântica!!!
    Esse texto sem dúvida é um dos seus melhores...A primeira parte, que mistura num tom filosofico a percepção e a realidade é sem dúvida uma das ânsias da alma de cada um de nós, a incerteza...
    Muuuito bom...

    ResponderExcluir