domingo, 3 de fevereiro de 2013

sobre o desejo da meia noite

Será que é mesmo tanta ingenuidade minha de querer você assim, desse jeito? É que eu já imaginei como tudo poderia ser lá na frente, e escrevi em algumas folhas de caderno o rascunho do nosso futuro. Você seria tudo o que eu mais poderia querer, e eu te acompanharia pelas nuvens dos seus sonhos. O teto do seu quarto seria o nosso céu favorito, e o cheiro do seu travesseiro ficaria preso na minha roupa. A varanda descansaria a maioria das nossas conversas, e eu seria íntima de todos os seus pijamas. E eu sei, sei que ficaria sempre bem se todos os nossos beijos terminassem em sorrisos.

10/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário