sábado, 30 de julho de 2016

Você é aquela mancha de café no meu vestido branco de domingo.
Um lembrete constante de quanto doce e amarga a vida pode ser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário