terça-feira, 31 de janeiro de 2012

a quanto tempo


E eu senti de novo a tal da esperança. Nada mudou. Mas ela veio mesmo assim. Foi como se eu sentisse quase que literalmente uma rosa se abrindo do lado esquerdo do peito. E agora eu tenho um sorrisinho no canto da boca, e vejo o futuro com um brilhinho no olhar.
Nada mudou, a não ser eu mesma. 

4 comentários:

  1. Sem sombra de dúvidas essa esperança tem macho no meio.
    Ninguém ve a esperança sem motivos. Se tem, guarde pra vc.
    Ninguém merece saber cada micro passo q vc dá nas redes sociais.
    Busque a esperança dentro de você mesma, não tente encontrar motivos para sorrir, pois se está bem com você, sempre terá esperança.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hm... Obrigada por continuar cuidando da minha vida.
      Eu realmente não sei me virar sozinha e to pedindo conselho pra todo mundo, inclusive o seu, né?

      Er... NÃO. Pode guardar suas opiniões. Beijo.

      Excluir
    2. nossa, o "anônimo" começou meio hostil mas no final tentou dar uma de anjo da guarda!? haha. só com vc que acontece essas coisas, né?

      bom, eu prefiro uma crítica "literária": uma esperança quem vem sem mudanças, mas que faz brotar uma flor no peito, risinho no canto da boca e brilhinho no olhar é demais para um parágrafo só...rs

      Excluir
  2. Os anseios se transformam. A sperança" ressurge ao vislumbrarmos uma nova forma de conseguir saciá-los. Bom texto, parabéns.

    ResponderExcluir