segunda-feira, 15 de outubro de 2012

sobre o modo de olhar

As vezes eu acho que você só veio abrir uma porta para mim, com entrada para a primavera. E quando eu me perco no reflexo de um vidro de janela, olhando sem olhar para a paisagem se mexendo, é dentro de uns sorrisos que ainda não visitei. Engraçado como as possibilidades chegam como presente das pessoas. Viver aquilo que a gente quer não deveria sem complicado, não quando é assim, sereno. Não quando encaixa tudo tão bem. E um abraço que eu imagino, e olhos deitados, e bocas sorrindo, cheiro de edredom... É fácil, sabe? É tudo tão fácil na minha cabeça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário