quinta-feira, 25 de junho de 2009

aleatório

O relâmpago é o dia querendo invadir a noite. Eu bato a caneta da carteira na tentativa de fazer melodia com as palavras. Chorar de alegria é final da linha refazendo começos. Meu nome de verdade contradiz a foto da minha identidade, os meus passos são impressões digitais e não o meu dedo no carimbo. Cansei de gente com cara de retrato, cansei de acordar no meio do dia, cansei da noite e preciso ver o clarão que é a vida.

2 comentários:

  1. então abre a janela! abre e solta seu sorriso largo pro dia!

    será mesmo que nenhum dia é merecedor?
    será mesmo que ninguém é merecedor?
    será qual? o dia, ele, ou um outro?

    ResponderExcluir
  2. Que blog lindo,que poesia que transborda,poesia tão cheia de vida...
    o dia é tão belo é preciso nos libertar de certas coisas e voar....buscando novos horizontes,novos ventos...movimento.

    ResponderExcluir