quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

sobre o silêncio

Estou em um momento de introspecção, de reflexão com o propósito de avaliar na minha vida afetiva as coisas, hábitos e pessoas que não me servem mais. É um momento difícil, em que é melhor desistir do que martelar em cima de uma mesma tecla. Para que minha vida afetiva caminhe, talvez seja necessário abdicar voluntariamente de pessoas ou situações. Neste momento, as vontades do ego de nada valem e tenho que reconhecer que não se pode ter sempre tudo o que se quer. É um momento de escuridão da alma, não num sentido maléfico, mas como um processo necessário para que eu saia de uma fase de estagnação e evolua emocionalmente. O importante é compreender que desistir de algo não implica em perder. Muitas vezes, desistir é vencer...

3 comentários:

  1. Adooreei..acho que estou passando pelo mesmo, e realmente é uma fase triste...mas necessaria!

    ResponderExcluir
  2. Tudo passa - Los Hermanos


    escute e siga em frente,
    não olhe pra trás...

    ResponderExcluir
  3. Tudo passa.
    Realmente tudo passa.
    =)

    ResponderExcluir