quinta-feira, 25 de março de 2010

você da vez

Aqui te chamarei como já chamei tantos outros:
Você será você, outro você.
Só mudou de endereço, de humor, até de falas.
Mudou do antes para o agora, e o agora é o mais importante.
Você continua sendo o mais bonito.
Você continua tendo o estilo mais legal.
Você continua fazendo o que os outros vocês, antes de você, faziam dentro de mim.
Mais um você dentro do meu único e solitário eu.
Como apertar tantos vocês dentro desse eu pequeno?
Eu sei que você, assim como todos os outros vocês, vai embora qualquer hora.
Porque depois de tantos outros, assim como você, ja não me importa o dia e sim a hora.
Peço para que parta bem de manhã ou bem de noite. Qualquer dia.
E eu solitário vou viver esperançosa, até o dia em que mais um de você, deixe finalmente esse título de lado e tenha um nome fixo.
Porque seu nome talvez nem chegue aos meus ouvidos, e já se vá.
Mas o que importa, neste momento de eu e de você, é que nosso destino ta cravado em alguma hora, em algum lugar. Eu sei.
E enquanto você pode ser o meu favorito você, é melhor aproveitar.

5 comentários:

  1. adorei, adorei, adorei *--*
    eu espero pelo meu "você" há algum tempo e ninguém nunca mereceu ser chamado de AQUELE.
    enfim, o que resta é esperar, e escrever belos textos como o seu só pra não perder nunca a tal da esperança.

    beeijos ;*

    ResponderExcluir
  2. para mim existe aquela e as outras. a única e as que nunca foram nada mais que pouca coisa.
    acho mentira alguém se apaixonar por muitas pessoas em um curto período de tempo. alguém com tantos "vocês" indo e vindo...acho que sua alusão vem mais como um toque de glamour pra essa solitária que na verdade nunca tem ninguém. mas soa falso...
    não gostei, meio "adolescente" demais eu acho...

    ResponderExcluir
  3. "E eu solitário vou viver esperançosa, até o dia em que mais um de você, deixe finalmente esse título de lado e tenha um nome fixo."

    Não é sobre "amar" a todos, é sobre amar, mesmo sentindo que não é pra sempre, e "amar", até achar o "aquele" do nome fixo.
    Não faz mal "amar" alguns vocês por aí, não. Por mais que doa as vezes, ainda gosto da adolecencia de pensar que quanto mais amor melhor. Ainda gosto de pensar como menina e me deixar apaixonar por quem é apaixonante. Esperar o melhor, apesar daquele fundo de razão dizendo o contrário.

    Errar. Mas amar.

    E quem aqui falou em 'curto periodo de tempo'? (:
    As vezes eu acho que tudo leva tanto tempo...

    ResponderExcluir
  4. entendi... lendo sua "réplica" vi q vc realmente fica mais linda como menina adolescente apaixonante do q racional.

    mas eu não acredito q isso exista de fato. acredito mais no q disse anteriomente, q é mais uma busca por glamour ao dizer se emocionar mesmo sem "amor", e querer viver envolta nessas paixões inexistentes, com personagens mal elaborados, e q no final a solidão é sempre o personagem principal...rs

    gostei da explicação, só não gosto de frases como "o mais bonito", "o estilo mais legal"...apesar de se encaixar no jeito "menina" de ser, apesar de dar o ar de descontração q acho q quis dar, mesmo assim achei superficial, e mesmo q possa ser intencional, acho q poderia ser mais envolvente... senão fica algo escrito de menina para meninas...
    vou esperar o próximo. rs

    (e não me chama de chato!)

    ResponderExcluir
  5. Agora eu captei a critica! rs

    Mas eu quis dar esse ar bem menininha sim, eu juro. Vou escrever - ou tentar escrever - mais envolvente o próximo 'conto'.

    chato! hahaha

    ResponderExcluir