quinta-feira, 1 de julho de 2010

livre

O tempo esvai o recorte drámatico através da porta que não para de bater.

Um comentário:

  1. não entendi muito bem o que você quis dizer com o texto, mas adorei o título!

    ResponderExcluir