segunda-feira, 6 de julho de 2009

não ganhe cor, não, por favor

Queria que chovesse, e que a chuva te tirasse do meu cabelo. Acho que você assistiria as gotas escorrerem pelo vidro da janela do seu quarto. Não quero te topar pela rua, não quero que você me veja de pijamas. Preciso do espaço que você ocuparia na minha cama, preciso do ar que você me tiraria com seu beijo. Se eu ficasse, desapareceríamos aos poucos.

Um comentário: