quinta-feira, 2 de julho de 2009

goteira

Não sei... parece que um dia a verdade escorreu do teto e caiu bem na minha testa, virou uma goteira, e ficou lá, pigando por semanas, anos, a porra da minha vida inteira! Isso enquanto eu tentava ignorar essa dor de cabeça chata. Ela nunca passou. Fiquei seguindo os passos deles como uma criança que se perde dentro de um supermercado. Não queria admitir, nem acabar como eles. Só não queria acabar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário